Os policiais estiveram na prefeitura de Dourados nesta quinta-feira. (Foto: Arquivo)

Agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO) cumprem na manhã desta quinta-feira mais uma fase da Operação Pregão que investiga fraudes em licitações na prefeitura de Dourados. Os policiais e membros do Ministério Público Estadual estiveram na prefeitura e foram na secretaria de Fazenda que já tinha sido alvo de investigações.

Em nota o Ministério Público Estadual divulgou que foram cumpridos 5 mandados de prisão e 8 de busca e apreensão. Os nomes dos presos e os locais de buscas não foram informados. Todos os mandados foram expedidos pelo Juiz de Direito Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.

A primeira fase foi deflagrada em outubro do ano passado, tendo por objetivo esclarecer a atuação de uma suposta organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários, visando à prática de diversos crimes, incluindo fraude em licitação, dispensa indevida de licitação, falsificação de documentos e advocacia administrativa, além do crime contra a ordem financeira e incidência na conduta da Lei Anticorrupção, sem prejuízo de outros, notadamente em razão de fraudes em licitações e contratos públicos, praticados, em tese, durante a atual gestão do Município de Dourados, sendo que, em dezembro do mesmo ano, foi realizada a segunda fase da Operação.

O nome da operação “Pregão” refere-se à modalidade de procedimento licitatório mais utilizada pelos investigados em sua atuação.