Homem sobe em torre de telefonia celular depois de bater na mulher

-

Policiais Militares e do Corpo de Bombeiros de Maracaju conseguiram convencer depois de mais de três horas de negociação que um homem descesse de uma torre de telefonia celular que havia subido depois de agredir a mulher.

De acordo com informações policiais o homem já passou por tratamento psiquiátrico, mas abandonou a terapia e hoje teria arrastado a mulher pelo pescoço e desferiu vários chutes contra a vítima.

Ele só teria parado com as agressões quando percebeu que uma criança que mora na casa ao lado estava observando. A esposa já teria sido agredida por cerca de cinco vezes. E sofre uma espécie de cárcere privado, não podendo sequer sair desacompanhada de casa.

Depois das agressões o homem deixou a residência do casal e subiu na torre de telefonia e ameaçava se jogar. Bombeiros e policiais militares iniciaram uma negociação com ele e depois de mais de três horas ele foi convencido a descer, passou por um hospital da cidade e depois foi encaminhado pela PM para a delegacia onde ficou detido.

A mulher pediu medidas protetivas contra o marido e pretende representar criminalmente contra ele. O delegado Rauali Kind vai aguardar o exame de corpo de delito da vítima para determinar se o marido será enquadrado na Lei Maria da Penha.

Policiais acreditam que ele tenha subido na torre para escapar do flagrante.(Foto: Hosana de Lourdes)

VEJA TAMBEM