Jornalistas da fronteira são ameaçados de morte

-

Marcos Morandi

Os jornalistas Gustavo Manuel Báez Sánchez, 28, e Humberto Andrés Coronel Godoy, 33, que trabalham na Rádio Amambay 570 AM, em Pedro Juan Caballero, sofreram ameaças nesta sexta-feira (10). O caso foi denunciado na 7ª Delegacia de Polícia.
As ameaças foram feitas por meio de um cartaz deixado pela manhã em frente à casa de Gustavo Báez. “Ele sabe muita coisa, vamos desligar o que Gustabo sabe muito Umberto”, diz a frase escrita, que também referência a colega Umberto Godoy.
Após formalizada a denúncia, o SPP (Sindicatos dos Jornalista do Paraguai), por meio da delegacia regional de Amambay, divulgou nota de solidariedade aos colegas de Pedro Juan Caballero, onde também repudia o ato.
Na nota o sindicato dos jornalistas também “exige das autoridades jurisdicionais competentes uma investigação séria e responsável para chegar ao (s) autor (es) do ato punível de que foram vítimas”.
Ainda de acordo com a entidade, é necessário que sejam ativados protocolos de proteção tanto para os membros da imprensa quanto para seus familiares, a fim de resguardar sua integridade física. “Pedimos atenção especial às autoridades para esclarecer este ataque à liberdade de imprensa”, conclui a nota do SPP.

Sindicato de Pedro Juan Caballero pede rigor nas apurações.(Reprodução)