Os dois devem ser soltos ainda nesta terça-feira. (Foto: Diário MS)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul acaba de conceder habeas corpus para o vereador de Dourados Idenor Machado (PSDB), que está afastado do cargo e preso na Penitenciária Estadual de Dourados.

A informação foi passada ao Diário MS pelo advogado Felipe Azuma, que faz a defesa do vereador. A prisão foi convertida em medidas cautelares. A votação terminou em 2 a 1.

Essa decisão beneficia o vereador Cirilo Ramão (MDB), que também está preso na PED.

Os dois devem deixar a penitenciária ainda hoje.

O plenário da Câmara de Dourados vota hoje à noite o relatório apresentado pela Comissão Processante que pede o arquivamento da ação que poderia culminar com a cassação do mandato de Idenor Machado.

A comissão processante de Cirilo Ramão ainda não protocolou seu relatório.