Animais foram colocados na carroceria para despistas a polícia. (Foto: Sidney Bronka)

Um caminhão que esta transportando alguns leitões escondia na verdade uma carga ilegal e mais valiosa que os inofensivos porquinhos. O modo usado pelo traficante não é novidade, já que no começo do ano um morador de Campo Grande foi preso levando maconha em um carro com várias galinhas.

Desta vez a carga de maconha foi encontrada em caminhão de transporte de animais com placas de Rondonópolis (MT) apreendido pelo Departamento de Operações de Fronteira na MS 164 na região do Copo Sujo, entre Ponta Porã e o distrito de Vista Alegre em Maracaju em uma das rotas mais utilizadas por traficantes.

Júlio César de Souza, disse que pegou o caminhão com a maconha escondida no assoalho da carroceria em Ponta Porã e levaria o entorpecente até Rondonópolis e receberia R$ 10 mil pelo transporte.

Ele disse também que levaria os 400 quilos de maconha para abastecer os pontos de distribuição de drogas daquela cidade  e que foram os fornecedores da droga que tiveram a ideia de colocar os animais na carroceria para despistar a fiscalização.

O disfarce não deu resultado e Júlio acabou preso em flagrante por tráfico de entorpecente. Ele foi autuado na Delegacia de Repressão a Crimes de Fronteira a DEFRON em Dourados.