Técnicos do Departamento de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Ponta Porã, um oficial de justiça e policiais civis foram na manhã desta na residência da mulher de 41 anos que na noite de ontem teve a prisão domiciliar decretada pelo juiz Marcelo Guimarães Marques, Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal de Ponta Porã. Ela vinha descumprindo medidas sanitárias depois que foi diagnosticada com covid 19, fique em prisão domiciliar e use tornozeleira eletrônica até que cumpra a quarentena que foi determinada a ela e receba alta médica.

As autoridades esperam agora que a secretaria de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) disponibilize uma tornozeleira eletrônica para monitorar a mulher. Os técnicos da SEJUSP deverão ir até a residencial dela para a colocação do aparelho já que a ida dela a um presídio para isso está praticamente descartada.

A mulher que não teve o nome divulgado poderá ser processada por colocar a vida de outras pessoas em risco e por quebra de medida sanitária.