Uma mulher de 25 anos que não teve o nome divulgado foi indiciada esta semana pela Polícia Civil de Itaquiraí aqui no sul do estado. Ela é acusada de jogar o filho recém nascido em um lago de uma propriedade rural da família dela em um assentamento.

De acordo com informações da Polícia Civil o infanticídio teria acontecido no dia 17 de dezembro logo depois do parto e a criança foi jogada viva no lago ainda com o cordão umbilical. A mulher alegou que sacrificou a criança porque ela teria nascido com o vírus da AIDS, já que ela também é portadora da doença.

Depois que o corpo foi encontrado a polícia passou a investigar e chegou até a mãe que confessou o crime e aguarda o desenrolar do processo em liberdade.

A Polícia Civil ainda não encerrou o inquérito, pois aguarda laudos da perícia para conclusão. A mulher foi indiciada pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe.