O artefato foi descoberto durante a fiscalização por scanner. (Foto: Divulgação)

Uma mulher identificada como Liz Lorena Franco Núñez foi presa na manhã desta sábado (20) por agentes penitenciários da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero com uma certa quantidade de explosivo que estava escondida de uma peça de mortadela.

O explosivo foi descoberto quando os agentes faziam a revista por um scanner que detectou o material, certa quantidade de pavio e dois detonadores.

Detida por agentes do Grupo de Operações Especiais (GEO) Liz Lorena foi levada ao Ministério Público e disse que a encomenda seria entregue para Miguel Angel Aquino, que cumpre pena no pavilhão .

De acordo com o Ministério de Justiça do Paraguai o rigor na fiscalização durante as visitas e no dia-a-dia da penitenciária foi reforçada e se tornou mais rigorosa depois da fuga de 75 presos na madrugada do dia 19 de janeiro deste ano.