Os policiais examinaram o carro de Edson onde os peritos encontraram facas. (Foto: Adilson Domingos)

De acordo com informações de testemunhas um desentendimento envolvendo o filho de um policial aposentado e um homem identificado como Edson Pereira dos Santos de 37 anos, teria sido o motivo do homicídio ocorrido na tarde desta terça-feira (18) no cruzamento das ruas Araguaia e Rio Brilhante, em uma panificadora no Jardim Santo André, em Dourados.

A vítima e o filho do policial teriam discutido em um posto de combustíveis e o rapaz seguiu para a padaria onde o pai estava. Edson teria ido atrás e tentado agredir o rapaz e o pai foi em defesa dele.

Ainda de acordo com informações armado com um canivete a vítima teria tentado agredir o policial aposentado que atirou contra ela. Edson foi atingido no peito na barriga em uma das pernas. Ele teria caído ainda segurando o canivete.

O Corpo de Bombeiros e o SAMU foram acionados, mas quando os socorristas chegaram Edson já estava morto. O policial teria se apresentado na Polícia Civil onde está prestando depoimento.

No carro de Edson, um Gol com placas de Caarapó, os peritos recolheram duas facas e um facão. A Polícia Civil vai investigar o caso e depois do depoimento, o delegado responsável pelo caso vai analisar se pede ou não a prisão do policial aposentado que não teve o nome divulgado.