O casal foi preso com a droga sintética, maconha e cocaína.(Foto: Divulgação)

Uma mulher de 25 anos e um homem de 21 anos foram presos nesta terça-feira (30) em Dourados acusados de estarem vendendo LSD (Diemetilamida do Ácido Lisérgico) uma droga sintética que provocar ilusões, alucinações (auditivas e visuais), grande sensibilidade sensorial (cores mais brilhantes, percepção de sons imperceptíveis), sinestesias, delírios místicos, flashbacks, paranoia, alteração da noção temporal e espacial, confusão, pensamento desordenado, despersonalização.

Vendidas em forma de micro pontos o LSD provoca alterações no sistema nervoso central e estaria sendo comercializada em diversos bairros da periferia da cidade, onde chega através de encomendas feitas de traficantes de outros estados e até outros países.

A Polícia Militar está investigando a distribuição desta droga em Dourados e hoje conseguiu prender o casal e com eles foram apreendidos em um bar do Conjunto Habitacional Dioclécio Artuzi, 249 micro pontos de LSD, 220 gramas de maconha, 1 grama de cocaína e dois pés de maconha.

Os dois suspeitos que não tiveram os nomes divulgados foram levados para o Segundo Distrito Policial de Dourados e autuados por tráfico de drogas.