O corpo de Pepê está sendo velado em Dourados. (Foto: Arquivo familiar)

Policiais da Força Tática da Polícia Militar de Jardim prenderam na noite de ontem João Ramão Franco. Ele é o acusado de ter matado na noite de domingo o corretor de imóveis Pedro Batista dos Santos Neto de 44 anos, o Pepê.

Ele foi assassinado nas proximidades da localidade conhecida como Mutum depois de um desentendimento com João Ramão que é considerado de alta periculosidade, usuário de drogas e que estava foragido da Justiça.

O homicida está sendo ouvido na Polícia Civil de Porto Murtinho e ainda na manhã desta terça-feira o delegado responsável pelo caso deverá dar detalhes sobre o depoimento e sobre a motivação do crime.

Pepê está sendo velado em Dourados onde será enterrado na tarde de hoje.