O deputado fez indicação pedindo a suspensão do corte dos serviços.(Foto:Assessoria)

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) decidiu nesta terça-feira (24), em reunião extraordinária do conselho de diretores, suspender os cortes no fornecimento de energia elétrica motivados por falta de pagamento dos consumidores. A medida vale por 90 dias, pode ser alterada e foi adotada em razão da crise na economia provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Pela decisão, a suspensão vale para todas as residências urbanas e rurais e para os serviços considerados essenciais, como hospitais. A medida já vinha sendo defendida por entidades de proteção dos direitos dos consumidores como uma forma de ajudar as famílias.

Autor do pedido encaminhado ao Governo do Estado nesta segunda-feira (23), onde solicitou a intervenção, inclusive, da bancada federal de Mato Grosso do Sul no Congresso, a imediata edição de resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica nesse sentido, o deputado Barbosinha considerou a decisão “mais uma ação de solidariedade coletiva nesse momento em que as pessoas estão passando mais tempo nas suas casas e não têm saído às ruas e, também pela dificuldade em conseguir gerar o sustento das suas famílias”.