As famílias convivem há anos com a falta de água na Reserva Indígena de Dourados.(Foto: Arquivo)

O deputado Barbosinha (DEM-MS) celebrou decisão que determina o fornecimento, imediato, de água nas aldeias indígenas de Dourados.  De acordo com a deliberação da Justiça Federal, a União, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) deve fornecer água nas aldeias do município por meio de caminhão-pipa, todas as vezes que faltar água.

A determinação judicial estabelece que a água deve ser disponibilizada aos indígenas imediatamente e todas as vezes que houver necessidade, em 100% da reserva. A medida atende a uma ação do Ministério Público Federal.

Em abril deste ano o deputado douradense já havia pedido providências para sanar o problema de falta de água nas aldeias. Barbosinha protocolou indicação, na Assembleia Legislativa, solicitando a regularização do fornecimento de água nas Aldeias Jaguapiru e Bororó, em Dourados; cobrou providências do poder público e encaminhou ao Ministério Público Federal documentos que comprovam a grave situação vivida pelos indígenas.

Recorrente nas aldeias de Dourados, o problema da falta de água ganhou um aliado. “As famílias ficam semanas sem o fornecimento de água tratada, o que está acarretando em diversos transtornos e colocando em risco a saúde de toda aquela comunidade indígena. Neste período de pandemia a água ainda é mais necessária para a higiene pessoal e eles não estavam tendo este bem precioso e vital para todo ser humano”, explicou Barbosinha.

Barbosinha espera que a decisão seja estendida a toda comunidade indígena de Dourados que sofre com o desabastecimento de água, e o precedente também seja usado para outras aldeias que vivem o mesmo problema.