Cido Medeiros e a Diretora Presidente da AGEHAB em Campo Grande. (Foto: Assessoria)

O vereador Cido Medeiros (DEM) esteve em audiência com a diretora-presidente da Agência de Habilitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani, para pedir projeto de construção de moradias para Dourados. A estimativa é a de que aproximadamente 18 mil pessoas estejam inscritas nos cadastros da prefeitura de Dourados em busca de casa própria.

Cido Medeiros solicitou à Maria do Carmo uma parceria para a ampliação do projeto Lote Urbanizado no município.  Lançado em 2016 pelo governador Reinaldo Azambuja para potencializar a prática da autoconstrução na habitação popular, o projeto é uma forma de dar mais qualidade e agilidade ao processo de mais moradias populares e driblar a escassez de recursos federais na área habitacional.

O programa propõe parceria entre Estado, município e o cidadão beneficiado. A prefeitura doa o terreno, o Estado constrói a base da residência (com fundação, instalações hidráulicas e sanitárias, contrapiso e primeira fiada em alvenaria) e a família beneficiada entra com a mão de obra e a compra do material restante.

De acordo com o vereador Cido Medeiros, o programa é uma grande alternativa para dar agilidade no déficit habitacional em Dourados. “Como chega a aproximadamente 18 mil inscritos para moradia popular é consequentemente natural a fila aumentar, por isso precisamos de projetos mais ágeis para dar celeridade e o Lote Urbanizado é uma grande alternativa”, finaliza o Democrata, que também já pediu apoio a deputados federais e senadores de Mato Grosso do Sul em busca de recursos para a construção de conjuntos habitacionais em Dourados.