Marcelo Mourão questiona prefeitura sobre pagamento de gratificação ao Samu

-

Durante 32ª sessão da Câmara Municipal de Dourados, realizada na segunda-feira (20), o vereador Marcelo Mourão (Podemos) questionou a prefeitura sobre a gratificação que deverá ser paga aos profissionais do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).
O documento foi apresentado à Mesa Diretora da Casa de Leis e endereçado ao prefeito Alan Guedes (PP), além dos secretários municipais de Governo, Henrique Sartori e de Saúde, Waldno Lucena.
Mourão solicitou informações sobre o andamento do estudo para efetivar a gratificação, se já existe uma data para debater o assunto junto à categoria e se o município já sabe a data de início deste pagamento.
A gratificação foi cortada pela prefeitura em julho de 2021, após uma CI (Comunicação Interna), assinada pelo secretário municipal de administração, Vander Soares Matoso.
“(…) informamos que foi cessada na folha de pagamento competência 07/2021, a gratificação Samu (I e II), aos servidores lotados no respectivo setor. Aproveitando a oportunidade, informamos que não poderá ser incluída novamente tal verba, para não incorrer em possíveis penalidades e sanções penais, ante a ausência de regulamentação para tal pagamento”, mencionou o documento.
Na época, a prefeitura justificou que a gratificação até então concedida, era praticada de forma ilegal.
Durante a sessão, o vereador destacou também a importância do Samu para a maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul e argumentou que a instituição demonstrou ainda mais seu valor e relevância durante a pandemia de Covid-19.
“O corte da gratificação representou uma represália ao bom atendimento e não é possível entender como as categorias que demonstram trabalho e empenho podem ser prejudicadas. A interrupção desse pagamento representou uma dura perda para todas essas famílias que estavam com os valores insertos no cronograma financeiro”.

VEJA TAMBEM

MS em Foco. Todos os direitos reservado.