No Dia da Árvore, Lia Nogueira cobra ações de preservação das históricas figueiras de Dourados

-

Em reconhecimento a importância do Dia da Árvore, comemorado nesta terça-feira(21), a vereadora Lia Nogueira (PP) apresentou nas últimas sessões ordinárias, indicações e requerimentos cobrando ações permanentes de preservação ambiental em Dourados. Entre as matérias que atendem às solicitações dos moradores, está a preservação das tradicionais figueiras.

Segundo Lia Nogueira, as figueiras são patrimônio histórico de Dourados, inclusive tombadas pela Lei Complementar 075 de 20 de dezembro de 1985, e estariam condenadas. A parlamentar, por meio de requerimento encaminhado à direção do Imam (Instituto do Meio Ambiente), pontuou se é realizado algum tipo de acompanhamento periódico das figueiras que fazem parte da história do município.

Outro questionamento feito também ao Imam é quanto ao conhecimento sobre os cortes (podas) realizados recentemente nas figueiras da área central de Dourados. O fato foi denunciado à vereadora por moradores, com o registro em fotos dos cortes, situação que demonstra a preocupação dos douradenses na preservação desta espécie de árvore.

Ainda em se tratando das questões ambientais, Lia Nogueira, apresentou na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Dourados, uma indicação a respeito da chamada “erva de passarinho”. Embora haja propriedades medicinais, a erva de passarinho fixa nas árvores, em especial os ipês e isso, segundo os ambientalistas, pode comprometer a estrutura das árvores e em alguns casos, levar a morte da planta.

Por meio de indicação ao Imam, Lia Nogueira solicitou a remoção deste tipo de parasita nos ipês localizados em várias regiões de Dourados. “Constatamos o problema, principalmente na área central de Dourados, onde nesta época do ano os ipês dão um tom especial à chegada da Primavera. São árvores, assim como as tradicionais figueiras que contam um pouco da nossa história e temos o compromisso de cuidá-las e preservá-las”, destacou a parlamentar.

VEJA TAMBEM

MS em Foco. Todos os direitos reservado.