Com a escolha de João Carlos o PT volta a ter candidato em Dourados.(Foto: Divulgação)

O professor aposentado da UFGD e historiador, João Carlos de Souza, é o nome inscrito como pré-candidato à prefeitura de Dourados pelo Partido dos Trabalhadores. Desistiram de concorrer a vaga na majoritária o ex-reitor da UFGD, Damião Duque de Farias, o vereador Elias Ishy e a professora Gleice Jane, nomes que estavam sendo cotados e avaliados. João Carlos caminhará com outros 19 filiados que colocaram seus nomes para a Câmara de Vereadores.  

No final do ano passado, o Diretório Municipal do PT iniciou conversas com lideranças políticas filiadas no partido sobre possíveis nomes para pré-candidaturas tanto para a chapa majoritária quanto para as proporcionais. Em outros encontros, surgiram referências aos quatro nomes para a prefeitura e outros apareceram para disputarem como candidatos a vereadores quando, na oportunidade, também foi criado o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE). 

Lançar candidatura própria no âmbito municipal foi decisão unânime durante o Congresso do PT realizado em setembro em Dourados. À época, João Carlos de Souza assumia a direção municipal do partido e enfatizava que o momento seria de coragem para enfrentar os desafios que seria a reorganização do partido local colocando-o como uma alternativa política-eleitoral para a população douradense.  

“O PT tem uma responsabilidade de se apresentar como alternativa política em Dourados. O partido tem um legado construído nesses 40 anos de existência. Somos indutores de boas políticas públicas, da democracia e da participação popular como forma de viver a cidadania de maneira mais plena. Queremos ser opção de um novo olhar para a cidade, ainda mais agora, depois de uma pandemia que afetará drasticamente a economia, o trabalho, a renda, a saúde, a educação e a vida emocional das pessoas no mundo, no Brasil, em Mato Grosso do Sul e em Dourados, o que reforça a necessidade de debater a política como uma ferramenta indispensável para o exercício da cidadania”. 

João Carlos quer apoio e somar com a chapa de vereadores do PT que hoje conta já com candidatos e candidatas pré-inscritas incluindo lideranças já conhecidas e jovens. “São pessoas corajosas que também estão dispostas a defender o programa do PT e seus valores para a sociedade”.  

PARA ALÉM DA ELEIÇÃO 

O PT local quer, além de colocar-se como alternativa para Dourados nas eleições municipais, debater temas importantes para a cidade que ultrapassam o período eleitoral. Desde o ano passado, o Diretório Municipal vem promovendo o Seminário Pensar Dourados que discute as políticas públicas em áreas importantes no município como a Saúde, Educação e Cultura. “Muito mais do que lançarmos novas e jovens lideranças municipais queremos continuar debatendo como estão sendo construídas as políticas públicas na cidade para que as pessoas vivam melhor”. 

E ainda enfatizou que não acredita em naturalização das coisas, sem a política. “Nesse contexto, o PT tem se mostrado como um partido atento às necessidades da população. No legislativo federal, por exemplo, apresentou propostas fundamentais como a defesa de um auxílio emergencial três vezes maior à população. No legislativo estadual, a ação do deputado estadual Pedro Kemp destinou 80 milhões dos recursos suplementares extraordinário que vem ao MS para a Saúde. E em nível municipal, as ações do vereador Elias Ishy suspendeu a cobrança de consignados dos servidores e destinou recursos da Câmara para a Prefeitura. O PT continua atuante e vivo”. 

ENCONTRO MUNICIPAL  

O nome dos pré-candidatos nas chapas majoritária e proporcionais será referendado durante Encontro Municipal do PT de Dourados que acontecerá no dia 6 de junho. A reunião será on-line e composta pelos membros do Diretório. Na pauta também serão discutidas as possíveis coligações e os apoios a candidaturas de outros partidos. O encontro será transmitido pelo canal do Diretório Municipal do PT de Dourados, no Youtube.