Vereador Romualdo Ramim verificou a situação do Travessão do Castelo e solicitou a pavimentação. (Foto: Assessoria)

Na sessão da Câmara Municipal realizada na segunda-feira passada (5), o vereador Romualdo Ramim (PDT) apresentou indicação ao deputado estadual Zé Teixeira (DEM) e ao secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith, solicitando a pavimentação asfáltica do Travessão do Castelo, no trecho localizado entre o residencial Vival do Castelo e a Perimetral Norte.

Totalizando aproximadamente 3,7 quilômetros, sendo que cerca de 2,5 km não possui a pavimentação asfáltica. O Travessão liga o prolongamento da Avenida Marcelino Pires à Perimetral Norte e é usado para o acesso ao Anel Viário por caminhoneiros e motoristas que atuam em empresas da região. A via também é um desvio para o tráfego intenso no trecho da BR-163 entre o minianel do Parque de Exposições e o trevo com a MS-376, acesso à Fátima do Sul.

“Estamos atendendo a reivindicação de diversos usuários do Travessão do Castelo que lutam pelo asfalto. Durante visita in loco, constatamos que a via está com condições precárias de tráfego, com buracos causados pelas chuvas, pelo tráfego de veículos pesados e também pela falta de manutenção preventiva. Parte do Travessão já foi asfaltado pela iniciativa privada e agora buscamos recursos para pavimentar toda a sua extensão”, explicou Ramim.

A realização da obra vai beneficiar tanto os produtores rurais, quanto aqueles que utilizam o transporte escolar e as pessoas que residem e transitam diariamente pelo Travessão.

No Travessão, também estão localizados dois novos residenciais, o Vival do Castelo I e II, e ainda, o a Casa do Movimento de Cursilhos de Cristandade do Brasil – MCC e ainda dá acesso à MS-156 e BR-163, bem como ao distrito de Panambi, tornando o tráfego intenso.