A senadora tomará posse neste dia 1º de fevereiro quando acontece também a eleição para presidente.(Foto: Divulgação)

A Senadora Soraya Thronicke exige voto aberto no Senado Federal. Soraya conquistou a segunda vaga do senado nas últimas eleições. Em tom de moralização, a senadora encara de frente suas responsabilidades, e aliada com outros senadores,  assume o compromisso de declarar seu voto na escolha  do próximo Presidente da Casa.

Segundo Soraya, o senador tem que ser leal ao voto que o povo lhe confiou para o representar. “Não é justo o voto secreto, estamos aqui para representar o estado e o povo, que confiou o voto em nossas mãos. Devemos representar com lealdade aqueles que nos escolheram. Se o povo quer voto aberto, eu assim votarei para que todos tenham o real conhecimento das minhas intenções”, disse a senadora.

A senadora Soraya Thronicke foi eleita nas últimas eleições de 07 de outubro de 2018 com 373.712 votos pelo Partido Social Liberal (PSL), o mesmo partido do Presidente eleito Jair Messias Bolsonaro. Dos três senadores que representam o estado de Mato Grosso do Sul.

Soraya é a segunda mulher a representar o estado já que no senado já conta com Simone Tebet (MDB) e o também eleito Nelsinho Trad que trocou o PTB pelo PSD recentemente. A nova mesa diretora do senado será eleito neste dia 1º de fevereiro, instantes após a posse dos eleitos na primeira sessão do senado federal.

Soraya Thronicke diz estar preparada para representar o estado e confia na administração de Bolsonaro, que fará um mandato para ficar na história do Brasil. Sempre que precisar de seu apoio, a senadora se coloca a disposição do presidente. “Sempre votarei “SIM” pela Democracia e pela moralização da política brasileira, com o Brasil acima de Rudo e Deus acima de todos”, disse ela.