Professores de Dourados foram à Câmara de Dourados. (Foto: Thiago Morais)

A Câmara Municipal recebeu, durante sessão ordinária desta segunda-feira (17), o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados), além de professores e pais de alunos, que explanaram sobre a falta de auxiliares nos Ceims (Centro Educação Infantil Municipal) de Dourados.

O presidente de sindicato, Juliano Mazzini, usou a tribuna da Casa de Leis para explicar a situação no município. Ele apontou que, conforme o artigo 12, parágrafo 1º da deliberação 080 de 2014 do Comed (Conselho Municipal de Educação), na “Educação Infantil, em qualquer faixa etária, as funções de educar e cuidar deverão ser exercidas pelo professor acompanhado pelo auxiliar em tempo integral”, sendo que em Dourados esta função era exercida por estagiários.

Porém Mazzini relatou que no município começou a sofrer com a falta de auxiliares em 2018. “Em 2018 começaram a nos relatar sobre a diminuição de estagiários. Já em 2019 o problema se agravou e as salas de aula ficaram sem auxiliares e não vimos, por parte da prefeitura, ação para resolver o problema”, comentou.

“A ausência de auxiliares nas salas de aula dos Ceims coloca as crianças em risco e inviabiliza o trabalho dos professores”, completou o presidente do Sindicato. Os vereadores ainda usaram a tribuna livre para manifestar apoio aos professores.

“O principal ativo de uma cidade é a sua gente, o seu povo. E nós ouvimos relatos muito difíceis sobre a situação dos nossos Ceims e essa é uma preocupação que muito nos aflige. Não podemos admitir que isso seja relegado a segundo plano, pois o bem-estar das nossas crianças e professores está em jogo”, assegurou o presidente da Casa de Leis, vereador Alan Guedes (DEM). “Eu tenho certeza que ainda esta semana iremos encontrar uma boa alternativa, que seja a imediata convocação dos estagiários para suprir a demanda, que não pode esperar, pois cada dia sem auxiliar na sala de aula, é um dia que o professor titular tem preocupação de acontecer algum problema”, complementou.

Ordem do Dia

Os vereadores da Câmara de Dourados ainda aprovaram, em regime de urgência, o Projeto de Lei Complementar nº 004/2020 (001), do Poder Executivo, que altera a Lei Complementar nº 310/2016, que dispõe sobre o PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) de Agentes de Saúde e Endemias.

O projeto trata da recomposição salarial dos agentes, vigente para 2020 e 2021, atendendo o novo piso salarial. A atualização foi aplicada para servidores efetivos Ensino Fundamental, passando o salário base de R$ 1.250 para R$ 1.400.

Ainda foram aprovados 55 projetos de Lei, de autoria do vereador Maurício Lemes (PSB) e Braz Melo (PSC) que denominam ruas dos bairros Vila Nova Esperança, Jardim Ibirapuera, Jardim das Primaveras, Jardim Carisma, Estrela Hory, Harrison de Figueiredo II, Dioclécio Artuzi II, Residencial Estrela do Leste, Chácara Cidélis, Jardim das Palmeiras, Sitioca Campina Verde, Chácara Trevo, Chácara Ipê, Sitioca Campo Belo, Parque das Nações II, Residencial Hectares, Jardim São Cristóvão, Parque das Nações I, Jardim Alambra, Jardim Shekinah, Jardim Tarumã, Vila São Braz, Vila Valderez, Vila Mariana e Bairro Royal Barcelona I e II.