Vereador busca reabrir agência de pesos e medidas para Dourados

-

Se depender do esforço e mobilização do mandato do vereador Juscelino Cabral (DEM), Dourados vai ter de volta um núcleo da Agência Estadual de Metrologia (pesos e medidas), afiliada do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). O município já contou, no passado, com uma estrutura própria da agência e seu retorno é uma maneira de atender melhor aos usuários e também promover o incremento da arrecadação estadual.

Uma agência afiliada do Inmetro no interior é fundamental para empresários e prestadores de serviço que utilizam equipamentos que, por lei, precisam passar por aferições, como são os casos de bombas dos postos de abastecimento de combustíveis, calibração de veículos de cargas e também dos medidores de tarifas (taxímetros) dos carros de táxis. Todos estes serviços estão concentrados na capital, que, por conta do volume da demanda, acaba causando transtornos pela demora, pois os procedimentos precisam ser agendados e a espera pode demorar meses.

Preocupado com a situação, o vereador Juscelino Cabral procurou o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) para que ele cobre do Governo do Estado a volta de uma filial da Agência de Metrologia de MS para Dourados. O pleito do vereador foi encampado também pelo deputado, que acionou o presidente da agência estadual, Milton Rodrigues Pinto (Kareca), que esteve em Dourados para uma reunião com as lideranças políticas.

Durante a reunião, Juscelino Cabral relatou que, além dos transtornos para os contribuintes que necessitam dos serviços da agência estadual de metrologia, o Estado está deixando de arrecadar recursos, pois os usuários estão indo para outros estados para aferir seus equipamentos. Somente num dos serviços, o Estado está deixando de arrecadar perto de R$ 5 milhões, que estão sendo recebidos por cidades como Maringá, no Paraná, que dispõe de quatro pontos de atendimento para quem quer aferir seus equipamentos e num prazo quase que imediato. Em Campo Grande, do agendamento até a execução do serviço, a espera pode demorar até dois meses.

Após ouvir os argumentos de Juscelino, o deputado Zé Teixeira e o presidente da Agência de Metrologia de MS – que já comandou o órgão em Dourados – se comprometeram em levar a demanda até o governador. “Foi um encontro muito produtivo, onde notamos o interesse do deputado Zé Teixeira e do presidente Kareca. Estamos esperançosos que consigam sensibilizar o governador Reinaldo Azambuja para garantir o retorno da agência de metrologia para Dourados, uma medida de melhoria do atendimento ao cidadão que resulta também no aumento substancial da arrecadação, já que são serviços com considerável custo aos contribuintes”, enfatiza o vereador Juscelino Cabral.