Maquete da obra do Centro de Atendimento Psicossocial que será construído na Vila Doriane, em Amambai.(Imagem: Divulgação)

O Fundo Nacional de Saúde depositou, nesta quinta-feira (12) recursos da ordem de R$ 1.312.000,00 para a construção de um CAPS – Centro de Atenção Psicossocial em Amambai e de R$ 1,1 milhão, para pavimentação asfáltica e drenagem de três bairros daquele município. O valor é oriundo de emenda individual do deputado federal licenciado e secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

A emenda individual foi inserida no Orçamento Geral da União/2019, no final da legislatura passada. A conquista é resultado da parceria de trabalho entre Geraldo Resende e o prefeito Ednaldo Bandeira, atendendo também pedido da Câmara Municipal, por meio dos vereadores Ilzo Victor e Roberto Peres, o “Sangue Bom”. Os projetos dessas ações estão em fase de elaboração pela Prefeitura.

O Centro de Atenção Psicossocial será construído à Rua Cassiano Marcelo esquina com a Rua Adão do Amaral, em área da quadra de equipamentos públicos da Vila Doriane e terá 618,16 metros quadrados de edificação total. A unidade vai ter espaços para acolhimento, três salas de atendimento individual, duas salas de atividades coletivas, espaço de convivência interno, sala de medicação, sala de medicação, posto de enfermagem, farmácia, quarto coletivo com acomodações individuais, sala administrativa e de reunião, refeitório, cozinha, banheiros masculinos e femininos, área externa de convivência, entre outros.

Amambai encontra-se a 354 quilômetros da capital e conta com uma população estimada de 38.958 habitantes, sendo 35,6% domiciliados em área rural, compondo quatro assentamentos, além de abrigar a segunda maior população indígena do Estado distribuída em três aldeias, população essa vulnerável e com especificidades, explica a justificativa do projeto.

O município está localizado dentro da faixa de fronteira com maior índice de violência e fluxo transitório de população flutuante, agregando municípios vizinhos que fazem parte do Conesul do Estado. Porém não conta com um CAPS e sua equipe multiprossional especializada para atender as pessoas com sofrimento mental.

“A construção de um CAPS I e sua implantação prestará assistência holística em regime de atenção diária, evitando as internações em hospitais psiquiátricos, regulará a porta de entrada da rede de cuidado em saúde mental na sua área de atuação, dando suporte e supervisionamento à atenção em saúde mental na rede básica e promovendo reabilitação psicossocial das pessoas com sofrimento psíquico por meio de ações intersetoriais, visando à integralidade da assistência à saúde prestada ao usuário do SUS”, afirma a secretária municipal de Saúde Dirlene Silveira dos Santos Zanetti Rodrigues.

O secretário Geraldo Resende se declarou feliz por conquistar a parceria do prefeito Bandeira na tarefa de organizar o setor de saúde para propiciarmos tratamento aos usuários de álcool e outras drogas. “O prefeito, como médico, sabe da importância de se ofertar atendimento às pessoas não apenas de Amambai, mas para municípios da região de fronteira e do Cone-Sul do Estado”.

Asfalto

Também nessa semana o governo federal empenhou, em favor de Amambai, uma emenda de R$ 482,8 mil destinados por Geraldo Resende para pavimentação asfáltica em diversas ruas da Vila Cristina. Outro empenho foi de R$ 663.177,00, destinados à pavimentação asfáltica nos bairros Jardim Panorama e Orlando Viol, totalizando R$ 1.146.000,00 para a área de infraestrutura.

Ricardo Minella