A palestra chamou a atenção de um grande número de acadêmicos. (Foto: Divulgação)

Universitários de diversas turmas do curso de Medicina da Universidad Central Del Paraguay de Pedro Juan Caballero participaram nesta segunda-feira (29) de uma palestra que abordou o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A palestra foi ministrada pela Psicopedagoga Nelba Raquel de Oliveira da Graduada em Pedagogia com Especialização em Educação Especial e Psicomotricidade do Núcleo de Educação Especial da Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul. Durante a palestra a professora Nelba falou sobre os principais aspectos do Autismo, como o indivíduo é visto na sociedade, como abordar o tema em família, a convivência e as experiências com pessoas com Autismo e como a sociedade está se preparando e recebendo estas pessoas.

Com causa desconhecida o TEA é um distúrbio neurológico que afeta o funcionamento do cérebro e pode variar muito de pessoa para pessoa. Depende de quantos sintomas uma pessoa experimenta e quão grave cada sintoma é. Uma pessoa com TEA pode achar difícil se conectar com outras pessoas, apresentam dificuldade de se comunicar de manter convívio social, repetem padrões de comportamento e demonstram interesse em um número limitado de atividades e interesses.Esses comportamentos podem acontecer na escola, em casa ou no trabalho e o tratamento é baseado na necessidade de cada pessoa.Com o acompanhamento certo estas pessoas podem ter uma vida dentro da normalidade e se integrar à sociedade respeitando-se o limite individual delas.

O tema chamou a atenção e despertou o interesse da plateia que era composta inclusive por alguns universitários que tem filhos Autistas e que descobriram que na fronteira existe um programa especial para o acompanhamento de seus filhos e que a ajuda está mais perto do eles imaginavam.

A palestra foi organizada pelas professoras/doutoras Adriely Pagnoncelli e Juliana de Oliveira do Departamento de Extensão Universitária que se mostraram satisfeita com o resultado e com a participação dos alunos.

Segundo elas ao termino da dissertação da professora Nelba houve uma grande procura por parte dos participantes em busca de orientação e para sanar dúvidas em relação ao Autismo, o que demonstra o interesse e a importância do tema, segundo elas.