Crianças menores de cinco anos devem receber as doses das vacinas contra pólio e sarampo. (Foto – A. Frota)

Mais de 12 mil crianças devem ser imunizadas em Dourados contra poliomielite e sarampo. A Campanha de vacinação contra essas doenças no município segue até esta sexta-feira (31), com base no calendário do Ministério da Saúde em âmbito nacional.  As doses estão disponibilizadas em todas as unidades básicas de saúde do município.

Conforme dados do Departamento de Vigilância em Saúde, 79% do público-alvo da campanha em Dourados (pólio e sarampo) foram alcançados com base em levantamento dos dados até esta quarta-feira (29).

O Núcleo de Imunização destaca que devem tomar a vacina contra poliomielite crianças aos dois meses, quatro meses e seis meses de vida e posteriormente na idade de um ano e três meses. No caso da vacina de sarampo, devem receber as doses, crianças com um ano de idade (tríplice viral) e com a idade de um ano e três meses a dose tetra viral.

Os pais/responsáveis precisam apresentar a carteira de vacinação do menor para que ocorra a atualização das vacinas necessárias. Mesmo os menores que já tiverem recebido alguma destas doses, em outra oportunidade, devem receber o reforço.

“Temos unidades abertas no horário de almoço (Vila Rosa, Seleta e Santo André, das 7h às 13h ininterruptamente) e, independente da região que reside, a população pode procurar a dose em qualquer posto. É um momento de intensificação da prevenção. A gestão Délia Razuk tem estruturado as ações, na busca de atingir a meta de vacinação. Por isso, convocamos a população para que não deixe de vacinar os menores, é a forte ferramenta de prevenção”, destaca Edvan Marcelo Morais Marques, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde.

O Ministério da Saúde tem alertado sobre a preocupação quanto ao retorno de casos de pólio, doença que é considerada extinta no país, pois em outros países existem casos.

No caso do sarampo, há registro da doença neste ano no Amazonas, Roraima, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco e no Pará.

A poliomielite pode causar paralisia e até mesmo a morte. O sarampo também pode levar o indivíduo à morte, sendo esta uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro.

O horário de atendimento das unidades básicas de saúde em Dourados é das 7h às 11h e das 13h às 17. Em três destas, o atendimento ocorre em horário diferenciado: Vila Rosa, Seleta e Santo André, com atendimento das 7h às 13h.