O Hospital Cassems de Campo Grande iniciou hoje a 1ª Ação da Agência Transfusional do HCCG, Cassems e Hemosul para doação de sangue. A ação, que conta com o apoio da Comissão Interna de Prevenção a Acidentes, CIPA, da unidade hospitalar e do Instituto Sangue Bom, coordenado pelo professor Carlos Alberto Rezende, tem como objetivo despertar a consciência para a importância da doação voluntária de sangue, além de reforçar os estoques no Hemosul.

A técnica de enfermagem Luciana Eugênia da Silva já é doadora voluntária há 17 anos. O entendimento sobre a importância do gesto começou a se desenvolver através do exemplo que recebeu do pai, que durante muitos anos também foi voluntário e chegou a doar medula óssea por duas vezes. “Eu fico muito contente em doar sangue. É algo que já vem de família, por meio do exemplo do meu pai. Hoje estou representando a Cassems”, comenta Luciana.

De acordo com a coordenadora geral da Rede Hemosul, Marli Vavas, o período de inverso é sempre uma época crítica para o hemocentro, que atende todo o Mato Grosso do Sul. Como o clima é muito instável, muitos voluntários acabam sofrendo com doenças respiratórias, o que os impede de realizar a doação. “É muito motivante ver as pessoas se mobilizando para ajudar o próximo. Os nossos estoques sempre ficam reduzidos nesse período de inverno, quando tem muita poeira e aumenta a incidência de viroses. Além disso, quem já fez a doação durante o junho vermelho, acaba ficando inapto para doar nos dois ou três meses seguintes. Por isso, é importante que as pessoas se mobilizem em outros períodos do ano que são críticos para nós como nos meados do inverno, final do ano e férias”, orienta a coordenadora.

Nos três dias de campanha, 21, 22 e 23 de agosto, a intenção é fazer com que pelo menos 300 colaboradores e beneficiários participem da ação, desenvolvendo uma cultura de solidariedade para com as pessoas que por algum motivo necessitam de transfusões de sangue e seus hemocomponentes. Para médica hematologista, responsável técnica da Agência Transfusional do Hospital Cassems de Campo Grande, Soraia Romanini, a unidade hospitalar da Cassems na capital “vem crescendo em importância no cenário de Mato Grosso Sul. Consequentemente, a nossa responsabilidade também aumenta. Além de suprir a nossa demanda, também temos uma parcela de obrigação para suprir a demanda do Estado”, observa.

A Agência Transfusional do Hospital Cassems de Campo Grane utiliza, em média, 210 bolsas de sangue todos os meses, sendo que 50% desse total é destinado para pacientes cirúrgicos, 10% para pacientes em tratamento contra o câncer e 40% para pacientes em tratamento clínico. Alessandro Depieri, gerente hospitalar, reforça a importância da doação e da participação dos colaboradores e beneficiários Cassems na campanha. “Estamos bastante felizes com a resposta dos nossos colaboradores ao chamado para a campanha. Vamos, inclusive, avaliar a possibilidade de fazer esse tipo de ação com mais regularidade, em especial nesses períodos que são críticos para o Hemosul”, conclui Depieri.

A campanha é aberta para todo o público e vai até o dia 23 de agosto, sexta-feira. Quem quiser doar sangue poderá se dirigir ao Hemosul, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304.