O programa oferece preparações saudáveis de maneira que os beneficiários consigam reproduzir em casa.(Foto:Assessoria)

O programa de prevenção “Cozinha Experimental” realizou o último curso da edição de 2018, na terça-feira (27). Tradicionalmente, o tema que encerra o ano é Ceia de Natal e Ano Novo, em que os participantes aprendem receitas saudáveis sem perder o sabor e a tradição da época. A Cozinha tem sete anos de existência e, neste ano, lançou um caderno com as melhores preparações do ano. Na Capital, o curso acontece na Rua Abrão Júlio Rahe, 97, e em Dourados, no Centro de Prevenção em Saúde da Cassems, que fica na Rua Mato Grosso, 1470, entrada lateral pela Rua Onofre Pereira de Matos, no Jardim Climax. Para se inscrever, o beneficiário deve ligar no (67) 3382-8584, Campo Grande, e (67) 3033-8350, Dourados. O valor da inscrição é de R$ 30,00

A nutricionista e coordenadora da “Cozinha Experimental”, Melissa de Andrade, destaca a importância do lançamento do caderno de receitas para a disseminação de informações sobre o programa de prevenção. “Neste ano, tivemos o lançamento do caderno com as preparações da ‘Cozinha Experimental’ e a sensação de dever cumprido é grande. O resultado desta produção trouxe muito mais participantes para o programa de prevenção”.

Melissa explica que o segredo do curso foi unir tradicionalidade, sabor e valor nutritivo, para mostrar aos beneficiários que é possível comer bem e manter os bons hábitos em saúde. “Trago receitas tradicionais de Natal, como peru, tender, bacalhau, a salada, salpicão funcional com maionese de biomassa de banana verde, entre outras produções. Aconselho à trocar frutas cristalizadas e açucaradas por frutas naturais, assim, teremos preparações saudáveis, que trazem um diferencial para as ceias de fim de ano”.

Para a beneficiária Aparecida da Silva Souza, a experiência com a “Cozinha Experimental” enriquecerá a sua mesa na ceia deste ano. “É a segunda vez pra eu venho participar do programa de prevenção, colocamos os aprendizados em prática em casa, além de contribuir para melhorias da saúde. Então, está sendo muito vantajoso e pretendo continuar participando”.

A beneficiária Darlete Nogueira afirma que o maior aprendizado do curso foi as alternativas de substituições por alimentos mais nutritivos. “O aprendizado e a oportunidade de aprender pratos mais saudáveis foram muito bacanas. Com certeza vou aplicar as receitas que foram ensinadas na ceia de natal. Quero melhorar o salpicão com uma maionese mais nutritiva, neste ano”.

De acordo com Silvia Laitart, que participa da “Cozinha Experimental” pela primeira vez, a interação entre os participantes e a nutricionista, Melissa Andrade, foi o destaque. “Nós aprendemos a cozinhar com mais tranquilidade e vontade. Estou adorando participar dessa edição de Natal, a professora é muito entusiasmada, as ajudantes também, as pessoas interagem bastante, dão sugestões e fazem perguntas”.