População alvo da campanha deve procurar as unidades básicas de saúde neste sábado para receber a vacina contra Gripe. (Foto – A. Frota)

Este sábado (4) é o Dia D da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019. Em Dourados, todas as 36 unidades de saúde do município terão equipes inteiramente disponíveis para realizar a vacinação dos grupos de risco elencados pelo Ministério da Saúde como prioritários.

A vacinação será feita das 8h às 17h e as equipes também prosseguirão com a atualização das carteiras vacinais de gestantes e crianças. De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, farmacêutico Emerson Eduardo Corrêa, a pessoa que tiver alguma pendência em relação às vacinas que devam tomar poderá receber a dose. “O importante é que as equipes estarão exclusivamente disponíveis para a vacinação nesta data”, diz.

Os grupos de risco são crianças e gestantes, mulheres que deram à luz muito recentemente, trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade que cumpram medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Por determinação do Ministério da Saúde, a partir deste ano os profissionais das forças de segurança e salvamento passam a fazer parte do público-prioritário.

‘VACINÔMETRO’

Conforme o ‘Vacinômetro’, disponibilizado pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira (03) e que reúne dados da vacinação, a procura melhorou em Dourados nesta semana. A cobertura vacinal no município atingiu 26,15% nesta sexta, contra 17,98% registrados na segunda-feira (29/04). De uma população alvo de 76.629, foram aplicadas 20.035 doses da vacina. Vale ressaltar que os dados foram atualizados pelo Ministério da Saúde com a inserção dos grupos de forças de segurança e integrantes do sistema prisional e internos, saltando de 63 mil para 76 mil.

Gerente do Núcleo de Imunização, o enfermeiro Edvan Marcelo Morais Marques diz que é muito importante que as pessoas que pertençam a qualquer dos grupos de risco procurem uma unidade de saúde para receber a dose da vacina.

Para receber a vacina, as pessoas inclusas nos grupos prioritários devem procurar os postos de saúde, com documento de identificação, atestado para os portadores de doenças crônicas, e cartão de vacinação para gestantes ou crianças.

O Núcleo destaca que as vacinas trivalentes a serem utilizadas no Brasil, contêm três tipos de cepas de vírus e imunizam contra H1N1, H2N3 e Influenza B.