Os hospitais universitários federais contarão com um importante reforço financeiro para suas atividades de assistência, ensino e pesquisa. Foram liberados R$ 79,5 milhões para 48 unidades hospitalares, incluindo os hospitais da Rede Hospitalar Ebserh, por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (1). Os recursos são do Ministério da Saúde (MS), liberados pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). O Programa Federal conta ainda com recursos do Ministério da Educação (MEC).

Para o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) estão destinados R$ 1.842.039,00 que serão utilizados como recursos de custeio, cobrindo despesas com insumos e contratação de serviços. De acordo com o superintendente em exercício no HU-UFGD, Airson Batista, esse é o primeiro de três repasses previstos na programação previamente elaborada pela Ebserh.

Todas as liberações de verbas fazem parte de um planejamento prévio feito pela Ebserh para garantir os investimentos e manutenção dos serviços das unidades. “Esses recursos buscam atender o pleno funcionamento dos hospitais universitários federais na parte de assistência, formação de profissionais, na aquisição de equipamentos e estruturação física das unidades. Desta forma, poderemos aperfeiçoar o que já vem sem sendo feito nessas unidades”, explicou Eduardo Vieira, vice-presidente da Ebserh e presidente do Comitê Interno do Rehuf.

Acesse a portaria no DOU e veja quais hospitais receberão os recursos e seus respectivos valores. (http://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-1.416-de-28-de-junho-de-2019-180695530

Os recursos do Rehuf são geridos pela Ebserh e disponibilizados pelo MEC e pelo MS. O programa destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh. A descentralização dos recursos obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), entre outros.

O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade, além de apoiar o ensino e pesquisa.

Vinculada ao MEC, a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.