‘Saneamento básico é dignidade para o cidadão’, afirma Eduardo Riedel

-

Enquanto o Brasil ainda tem muito que avançar nessa área, o que requer grandes investimentos públicos e privados, o setor de saneamento é festejado em Mato Grosso do Sul como um dos mais promissores e consolidados em algumas regiões, onde já foram aplicados até agora R$ 151.071.129,94.

MUNICÍPIOS CONTEMPLADOS

De acordo com a Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente, foram entregues 9 ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto), mais de 100.000 quilômetros de rede coletora de esgoto e mais de 23 mil famílias foram contempladas com ligações domiciliares de esgoto.

A diretoria da concessionária inaugurou 6 poços de captação de água e 3 reservatórios de água. Além disso, em razão da parceria feita com a Caixa Econômica Federal, o programa Avançar Cidades fica mais próximo de concluir suas etapas e transformar Mato Grosso do Sul no Estado pioneiro na universalização do esgotamento sanitário.

A Rota do Saneamento já passou até o momento pelos municípios de Dois Irmãos do Buriti, Terenos, Miranda, Sonora, Coxim, Rio Verde de MT, Camapuã, Santa Rita do Pardo, Rio Negro, Amambai, Caarapó, Naviraí, Porto Esperança, Antônio João, Douradina, Itaporã, Angélica, Deodápolis, Água Clara, Ribas do Rio Pardo, Inocência, Chapadão do Sul, Laguna Carapã, Juti, Paranhos, Novo Horizonte do Sul, Rio Brilhante, Bonito, Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul, Miranda, Ladário, Dourados, Batayporã e Ivinhema.

VEJA TAMBEM