Bill Gates. Foto: Divulgação
Bill Gates. Foto: Divulgação

Fundador da Microsoft, Bill Gates vendeu esta semana 4,6 milhões de papéis que possuía e já não é mais o principal acionista da companhia. O posto agora é ocupado pelo ex-CEO Steve Ballmer, que deixou o cargo no início do ano para dar lugar ao indiano Satya Nadella.

Ballmer detém 333,2 milhões de ações, conquistados ao longo de 33 anos de trabalho, deixando Gates com 330,1 milhões. A inversão não chega a ser surpreendente porque o fundador vem se desfazendo há alguns anos da participação majoritária que sempre teve.

A desvinculação acontece porque Gates tem priorizado a Fundação de filantropia que comanda em parceria com a esposa, Melinda. Desde fevereiro, ele tornou-se conselheiro tecnológico da Microsoft, suportando o desenvolvimento de tecnologias e contribuindo com a criação de produtos.